sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

DANOS AMBIENTAIS ENVERGONHAM A POPULAÇÃO DA TERRA DAS CACHOEIRAS. QUEM TEM MEDO DO TURISMO ECOLÓGICO E DE CONTEMPLAÇÃO?



Dano Ambiental é constatado no rio Urubu em Presidente Figueiredo após a construção de casas em loteamentos.
FOTO ENVIADA POR INTERNAUTA DIA 15/01/15 MOSTRANDO POLUIÇÃO DO RIO URUBU
O legislador Constituinte em 1988 reservou um capítulo especial (capítulo VI) na Constituição Federal de 1988 que trata do meio ambiente e no caput do art. 225, diz: “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”

Entretanto, após as recentes terraplanagens ocorridas em Presidente Figueiredo, ocorridas sem estudos de impacto ambiental ou medidas de compensação ambiental as consequências danosas ao meio ambiente já são visíveis. O rio Urubu já demonstra os efeitos criminosos da agressão ambiental causados por empreendimentos imobiliários financiados pelo Governo Federal sem fiscalização ambiental conforme as fotografias em anexo.